Para profissionalizar uma marca é natural que todos os empreendedores se perguntem: quanto custa uma agência de design? E a resposta é: depende. Toda marca que deseja se manter na mente dos seus consumidores a longo prazo precisa de uma agência de design como sua aliada, mas para isso é fundamental investir na agência parceira correta. 

Continue a sua leitura e entenda o quanto custa uma agência de design e como escolher a melhor para as suas necessidades. 

Em primeiro lugar: não cometa estes erros!

É fundamental saber como escolher sua agência, mas antes disso entenda o que não fazer ao tomar essas escolhas cruciais.

Escolher a agência mais barata

Um dos maiores equívocos que os empreendedores podem cometer é escolher uma agência se baseando apenas no valor, ao invés da especialidade. Isto é: existem vários tipos de agências de design e escolher a mais barata não garante que suas necessidades sejam atendidas, o que pode gerar muita frustração e retrabalho posteriormente, e consequentemente, mais dinheiro. 

Pedir ao sobrinho 

Por mais que você acredite que o trabalho daquele filho do seu amigo é igual ao de uma agência, nós avisamos: não é. Todos os profissionais estudaram no mínimo 4 anos antes de exercer suas profissões, passaram em entrevistas assertivas e se dedicaram muito para chegar até uma agência de design. 

Além disso, não basta saber usar x ou y ferramentas. Uma vez que o trabalho começa muito antes dessa fase e envolve diversos outros profissionais que validam e agregam em cada entrega feita. Não deixe o seu sonho na mão de qualquer pessoa, ou seu resultado não será satisfatório.  

Então, quanto custa uma agência de design? 

Apesar de existir uma ou outra tabela de preços fixos que guiam o mercado de design, cada agência é livre para praticar os seus valores livremente. Gerando assim, valores variam de uma para outra, no entanto algumas das modalidades mais comuns para cobranças são: 

Por hora

Como o nome mesmo sugere, nesta modalidade o serviço é cobrado por cada hora trabalhada. Levando em consideração reuniões de briefing, planejamento, o desenvolvimento em si, possíveis ajustes e assim por diante, até o processo de finalização. 

Dessa forma, calcula-se o tempo estimado que o projeto levará para ser concluído e depois realiza-se a somatória de horas pelo valor por elas cobrado. Por exemplo: supondo que você precisasse de um banner para seu site e a agência levasse 2 horas para esta demanda, cobrando 200 reais a hora. No final você pagaria 400 reais. 

Por peça 

Nesta modalidade é cobrado por cada peça realizada. Uma agência de design pode entregar muitas peças/artes diferentes, dessa forma é natural que cada uma tenha um valor diferente. Afinal de contas, é completamente diferente fazer uma página de revista e um outdoor, por exemplo. 

Com isso, novamente não podemos afirmar quanto custa uma agência de design, já que cada agência pode cobrar um valor completamente diferente pela mesma entrega. 

Exemplos de peças:

  • Flyer;
  • Folder;
  • Outdoor;
  • Post para redes sociais e etc. 

Por projeto

Em primeiro lugar, vamos deixar claro no que difere este item do anterior. Um peça é uma entrega isolada e que não acompanha mais desdobramentos ou estratégia por parte da agência.

Já os projetos variam de acordo com a especialidade de cada agência, desdobramentos, tempo de veiculação e uma série de outros fatores. Dessa forma, também variam de valor.  

Exemplos de projetos:

  • Campanhas;
  • Design de embalagens;
  • Construção de branding;
  • Rebranding e assim por diante.

Por fee mensal

Para empresas com demandas constantes em design e comunicação, a cobrança via fee mensal é a melhor opção. Nesta modalidade a agência estuda todas as necessidades da empresa e define um valor fixo a ser pago mensalmente. 

Desse modo, a empresa tem todas as suas necessidades atendidas, independente das horas, peças ou projetos que precisem ser realizados durante a vigência do contrato. Dentre as principais vantagens que podemos citar nessa modalidade temos: profissionais exclusivos, aprofundamento, sugestões de demandas, agilidade e em alguns casos até mesmo passar a frente de outras demandas, em caso de urgência.

Exemplos de projetos de fee mensal:

  • Campanhas digitais;
  • Gestão de sites;
  • Gerenciamento de inbound marketing;
  • Gestão de redes sociais;
  • Gestão de infoproduto e etc.

Modo híbrido

Projetos especiais também podem precisar de um modelo de cobrança especial, chamamos isso de junção de modelos ou modo híbrido. Um exemplo de modo híbrido seria a união da cobrança de fee mensal + horas. 

Neste caso, a empresa contrata mensalmente um pacote de horas com a agência e pode solicitar o que quiser dentro dessas horas. Nesta modalidade a hora cobrada pode sair mais barata do que normalmente seria, mas o cliente pode perder algumas regalias. 

Isto é: se no modo fee mensal todas as demandas que fossem necessárias naquele mês seriam entregues, no modo híbrido com horas é preciso sentar e entender as urgências a fim de não pagar horas a mais do que as contratadas.

Precisando de ajuda para orçar os projetos de design para a sua empresa? Então fale com nossa equipe comercial clicando aqui!